Tags

, , , ,

Segundo divulgou a Organização das Nações Unidas (ONU) pela primeira vez em décadas, a camada de ozônio caminha para sua total recuperação até 2050, com um forte impacto nas condições climáticas no Hemisfério Sul.  Já o buraco sobre a Antártica deve começar a reduzir a partir de 2020.camada de ozonio br

Em 2010, a organização apontava que não havia qualquer tipo de sinal de melhoria. Agora, a entidade comemora a descoberta e alerta que a recuperação foi garantida graças a uma cooperação internacional.

Anúncios