Tags

, , , , , ,

A indústria escolhe cada vez mais utilizar o paralelepípedo, graças a seu caráter econômico, durável e de alta resistência. Entre esses fatores, a resistência acaba sendo o grande responsável por essa opção, uma vez que a circulação de veículos pesados, como caminhões e máquinas, exige um piso que não se desgaste facilmente. E é essa mesma resistência que torna esses pavimentos vantajosos e fazem com que seus mercados cresçam cada vez mais.parala

O engenheiro Claudio Castro, consultor técnico da Tecpar Pavimentação Ecológica, explica que isso se deve ao fato deste tipo de pavimentação não necessitar do uso de máquinas e o prazo entre as manutenções serem de 15 anos. “O asfalto, além de ter um tempo menor entre as manutenções, que é em média a cada três anos, pois se desgasta mais fácil com o movimento de veículos pesados e com o vazamento de óleo dos caminhões que acabam corroendo essa pavimentação, necessita de uma série de máquinas e equipamentos, o que torna esse processo muito mais caro. Já os paralelepípedos e pisos intertravados não precisam de equipamentos para sua manutenção, além de poderem ser reaproveitados”, afirma.

É inegável o fato de que o uso desses pavimentos gera uma economia de recursos materiais. Além disso, a sustentabilidade passou a ser um critério de credibilidade no mercado e que, por isso, as indústrias passaram a investir em ações voltadas a preservação do meio ambiente. E a pavimentação com paralelepípedos e pisos intertravados atendem essa necessidade.

Anúncios