Tags

, , , , , , ,

O nível de água na cidade de São Paulo está crítico, sendo que a estiagem enfrentada pela capital já é considerada a pior dos últimos 84 anos. Essa situação é resultado da falta de chuvas, já que nos últimos dois meses de 2013 não choveu nas seis represas que formam a Cantareira, principal sistema de abastecimento da capital, respondendo por 61% do abastecimento de água.

O calor também foi maior do que o esperado e fez com que a evaporação de água nos reservatórios se agravasse. Esses fatores têm levado o governo do estado a considerar um racionamento para os próximos meses se a situação não se reverter em breve, além de outras medidas, como desconto de 30% na conta para quem economizar nas torneiras e obras de emergência com o intuito de bombear da Cantareira o volume morto (água que fica no fundo das represas).

essa aqui

Outro ponto a ser considerado é que, com a falta de chuvas, por um lado a temperatura sobe e o nível de água nos lençóis freáticos cai e, por outro, o consumo de água aumenta.

Vale lembrar que o lençol freático é formado pela água subterrânea que preenche os espaços permeáveis do solo. Por isso, uma solução para a redução de água nos lençóis freáticos é a pavimentação ecológica, que pode ser feita com paralelepípedos ou piso intertravado, que permitem a infiltração de água da chuva e propiciam a formação de lençóis freáticos. Esses tipos de pavimentos também absorvem menos calor do ambiente e acabam deixando o clima mais ameno e agradável.

Anúncios