A sensação térmica nos últimos dias em Piracicaba – SP é de um calor excessivo até a noite, não é mesmo? Pois é, e esse efeito não é somente causado pela estação do ano em que estamos ou, pelo que muitos gostam de dizer, o “efeito estufa”. A pavimentação asfáltica presente na maior parte da cidade é o principal fator para o ocorrido, segundo afirmam pesquisadores do Departamento de Ciências Florestais da Esalq/USP, em Piracicaba.408722_457108351013648_861021096_n

O estudo foi baseado em fotos feitas com uma câmera termal em voos noturnos sobre a cidade, o que atestou que o asfalto pode “segurar” o calor até às 20h30.Os pesquisadores afirmam que essas fotos demonstraram que as ruas estão mais quentes que outras superfícies, como prédios, muros e telhados, que estão mais distantes das pessoas.

O que poderia combater o extremo calor é serem adotadas, em algumas áreas da cidade, a pavimentação com outros pisos, como os intertravados, que não absorvem o calor e consequentemente não tornaria as noites tão quentes. Outra forma é a arborização da cidade.

Anúncios