Tags

, , , , , , , , , , , ,

Hoje os postos de combustíveis também ocupam a função de atender outras necessidades de seus clientes, tornando-se verdadeiras centrais de apoio, o que faz com que seja ampliada sua infra-estrutura. Essa mudança acarreta diversas alterações estruturais, uma delas é a utilização de paralelepípedos na pavimentação da área de abastecimento. A utilização desse tipo de pavimento pelos postos de combustíveis se deve a sua maior resistência.

O paralelepípedo é menos agressivo ao meio ambiente, mais permeável e tem uma percolação maior, ou seja, possui maior infiltração. Também possui grande resistência, sendo ideal para lugares com grande movimentação de veículos pesados. Não podemos nos esquecer, também, de sua fácil manutenção. Ao contrário do asfalto, que precisa ser recapeado ou até refeito com frequência, já que sua durabilidade é de no máximo 5 anos, o paralelepípedo tem garantia de 50 anos.

A necessidade de cada pavimento dependerá das circunstâncias em que será aplicado. Para tráfico rápido, com fluidez no trânsito ainda se recomenda o asfalto. No entanto, quando o intuito é diminuir a velocidade dos veículos e assegurar o pedestre, sem dúvida o paralelepípedo é o mais indicado. Esse é o caso dos postos de combustíveis.

Além disso, leva-se em conta a crescente preocupação ecológica. Todos os benefícios citados facilitam na hora de escolher o tipo de pavimento, todavia, o principal fator que difere o paralelepípedo é sua importância ecológica, uma vez que o fato o de não agredir o meio ambiente o coloca em vantagem.

Anúncios